Campeonato BrasileiroCredenciamentoEm Destaque

CREDENCIAMENTO DO BRASILEIRÃO VOLTA A SER FEITO PELAS ASSOCIAÇÕES DE CRONISTAS

By 2 de outubro de 2021 No Comments

A partir do dia 9 de outubro de 2021 o credenciamento da crônica esportiva nos jogos do Brasileirão (séries A, B, C e D), Copa do Brasil, Copas regionais, torneios das equipes de base e campeonatos femininos volta a ser atribuição das associações de cronistas esportivos. O novo modelo segue a Diretriz Técnica Operacional da CBF para as Competições 2021, com atualização feita em 30/09/2021 (partidas com público restrito).

Os cronistas deverão fazer a solicitação para as associações estaduais do clube mandante (Exemplos: se for Flamengo x Palmeiras à Acerj; se for Corinthians x Atlético Mineiro à Aceesp; Grêmio x Bahia à Aceg; Cruzeiro x Vasco à AMCE – e assim por diante) com 48h de antecedência ao dia do jogo. A associação estadual enviará a lista de credenciados à ACEB, que encaminhará à CBF com 36h de antecedência de cada jogo.

Os cronistas deverão observar sua condição de regularidade com sua associação local e com a associação nacional (no caso de cobrir um jogo fora de seu Estado).

O processo de credenciamento envolve 2 etapas: a solicitação e a resposta ao pedido (aprovação ou reprovação). A simples solicitação não garante o acesso ao estádio, inclusive porque existe limitação do número de pessoas nas áreas de imprensa. O profissional deverá receber, por e-mail ou SMS ou WhatsApp, a aprovação do credenciamento para atuar na partida desejada.

As solicitações devem ser feitas unicamente por e-mail, cujos endereços são encontrados ao final deste texto.

IMPORTANTE: O credenciamento obedecerá às normas e decretos das autoridades de cada cidade e/ou estado onde se realiza o jogo, quanto às exigências de protocolos de saúde, valendo para a imprensa o mesmo que for exigido do público em geral.

TRIBUNAS, CABINES E GRAMADO

Todos os profissionais de Rádio, jornais, sites, Tvs Não-detentoras, blogs deverão ocupar as cabines de rádio e televisão e tribunas de imprensa dos estádios, sendo obrigatório utilizar proteção facial (máscara) como equipamento de proteção contra o Corona vírus. Os quantitativos podem ser conferidos ao final desta publicação.

Neste momento, em que ainda vivemos em meio à pandemia do Corona vírus, não será possível o retorno dos repórteres ao campo de jogo, a não ser os da TV detentora de direitos.

Observação: A CBF segue analisando, junto com as autoridades de saúde, os pleitos da ACEB para que os repórteres de rádio voltem aos seus postos no gramado, tão logo seja possível.

O acesso aos estádios se dará a partir de duas horas antes, encerrando-se o credenciamento trinta minutos antes do início do jogo. A permanência será permitida até uma hora após o encerramento da partida.

ENTREVISTAS

As entrevistas dos repórteres na zona mista ainda não serão permitidas. No intervalo e no final das partidas APENAS a TV detentora poderá entrevistar um jogador de cada equipe na lateral do campo. Este jogador será conduzido pelo assessor de imprensa do clube ao local designado pelo supervisor da CBF.

As entrevistas coletivas serão online. Em até 30 minutos após o apito final cada clube deve realizar a coletiva com seu treinador. A assessoria de imprensa do clube organiza a transmissão da coletiva: recebe as perguntas e transmite ao técnico – ou permite que os próprios repórteres credenciados façam perguntas online. O clube mandante deve disponibilizar estrutura adequada também para a coletiva do técnico do time visitante.

TVs Detentoras de Direitos: a quantidade de profissionais ficará entre 20 e 50 por partida (conforme a importância do jogo). Somente terão acesso à zona 2 (campo) os técnicos e câmeras envolvidas diretamente na transmissão da partida. Repórteres da transmissão ficam posicionados no gramado na altura da bandeira de escanteio; no intervalo e fim de jogo serão levados pelo supervisor da CBF a área central para as entrevistas. As planilhas (formato excel) da equipe de transmissão devem ser enviadas à CBF com 36 horas de antecedência.

 

QUANTITATIVOS:

a)Série A e Copa do Brasil:

Rádios – 30

Jornais/sites/TVs ñ-detentoras – 30

b)Série B, Série C e Feminino A1:

Rádios – 25

Jornais/sites/TVs ñ-detentoras – 20

c)Série D, Copa Verde, Copa do Nordeste, Feminino A2 e Base:

Rádios – 16

Jornais/sites/TVs ñ-detentoras – 15

 

E-Mails para efeito de pedido de credenciamento:

AL: [email protected]

AM: [email protected]

BA: [email protected]

MG: [email protected]

PA: [email protected]

PB: [email protected]

PR: [email protected]

RJ: [email protected]

RN: a informar

RO: [email protected]

RS: [email protected]

SP: [email protected]

 

Para acessar o protocolo completo da CBF acesse: Diretriz Técnica Operacional 2021