Press Release

Seminário da Acerj Debate as Mudanças Táticas e Técnicas do Jornalismo Esportivo

Evento marca comemorações pelo 98º ano de atividades da entidade

As mais diversas modalidades esportivas, em especial o futebol, passaram por muitas mudanças, desde o surgimento até os tempos atuais. Para acompanhá-las, o jornalista responsável pela cobertura dos eventos esportivos precisou também se atualizar e se adaptar às muitas novidades. Essa é a regra do jogo! E para apresentar e debater essas novas posturas, a Associação de Cronistas Esportivos do Rio de Janeiro (ACERJ) promove no próximo dia 5 de março, na Universidade Veiga de Almeida Tijuca, o “Seminário ACERJ 2015 de Jornalismo Esportivo: As mudanças táticas e técnicas da mídia”.

O evento marca, também, o aniversário de 98 anos da ACERJ, atualmente presidida pelo jornalista Marcos Penido. Ao assumir a administração da entidade, fundada em 5 de março de 1917 com a denominação de Associação de Cronistas Desportivos – ACD, Penido prometeu promover atividades na área educacional, o que começa a ser concretizado com esse seminário.

“Os jornais, as rádios e a televisão passaram por uma série de mudanças, que se tornaram ainda mais acentuadas com o advento da internet e, posteriormente, das mídias sociais. O que foi necessário para que o profissional da área se adaptasse às novidades e que requisitos passaram a ser exigidos dele, para fazer parte do novo mercado de trabalho. Aliás, esse é outro assunto interessante, pois podemos falar do fechamento de algumas funções, mas outras tantas surgiram com as novas mídias”, comenta Marcos Penido.

O “Seminário ACERJ 2015 de Jornalismo Esportivo: As mudanças táticas e técnicas da mídia” terá início às 9h e vão acontecer atividades ao longo do dia, com encerramento previsto para as 21h. O acesso é liberado para o público em geral, incluindo estudantes de qualquer outra instituição universitária.

A abertura do Seminário ACERJ terá as presenças de Marcos Penido (presidente da ACERJ), Prof. Lysio Séllos (diretor de campus da UVA Tijuca), Rafael Marques (vice-presidente da ACERJ), José Rezende (membro do Conselho Superior da ACERJ) e Eraldo Leite (presidente da ACEB).

Logo após, de 9h30 às 12h, será realizado o debate “O que mudou no jornalismo esportivo”, sob a coordenação do jornalista Márcio Tavares, com as presenças de Sergio du Bocage (ex-editor do Jornal dos Sports), Rafael Marques (Rádio Globo), Renato Maurício Prado (O Globo/Fox Sports), Toninho Nascimento (ex-Secretário Nacional de Futebol e Defesa dos Direitos do Torcedor) e Vinícius Perazzini (Lancenet).

A partir das 12h30, a Rádio Nacional AM vai transmitir ao vivo, direto da UVA, o programa “Bate-Bola Nacional”, com Ruy Fernando e Jorge Ramos. Às 14h acontecem três oficinas, cada uma com duas horas e meia de duração e com vagas limitadas de 40 participantes em cada uma delas: Jornalismo Esportivo Digital – Cristina Dissat e Celso Pupo (Blog Fim de Jogo); Assessoria de Imprensa: Cases e Trabalhos Práticos sobre Gestão de Crise no Esporte – Saulo Campos (Approach Comunicação Integrada) / Paulo Mac Culloch (Approach Comunicação Integrada); O Dia-a-Dia do Fotojornalismo Esportivo – Alexandre Loureiro e Buda Mendes (fotógrafos).

No fim da tarde, das 17h30 às 19h, uma nova mesa de debates, agora sob a coordenação de Marcelo Barreto, do SporTV: “Transmissão Esportiva e a Briga pela Audiência”, com as presenças de Álvaro Oliveira Filho (CBN), Freitas Neto (Bradesco Esporte FM), José Carlos Araújo (Rádio Transamérica) e Marcelo Guimarães (especialista em marketing, ex-dirigente do Botafogo FR). À noite, encerrando o evento, o debate “Mídias Sociais e a Cobertura Esportiva”, com coordenação da jornalista Cristina Dissat, do Blog Fim de Jogo e diretora de Comunicação da ACERJ. Participam do debate Arthur Muhlenberg (coordenador de conteúdo do site do Fla-mengo), Jairo Rocha Filho (blogueiro/twiteiro – Vasco da Gama), Lúcio Bairral (@PodeArroz no Twitter – Fluminense), Rafael Sena (coordenador de Mídias Sociais da Rio 2016), Thiago Pinheiro (blog sobre o Botafogo no GloboEsporte.Com) e Tiago Pereira (coordenador de Comunicação do Estádio Mario Filho – Maracanã).

Outras atividades em paralelo vão acontecer no Seminário ACERJ. Das 10h30 às 12h, no Espaço Aberto, será exibido o filme “1958: O Ano em que o Mundo Descobriu o Brasil”, de José Carlos Asbeg (Palmares, 2008), seguido de debate com o cineasta. Das 14h às 16h30, no auditório, o filme “Garrincha: Alegria do Povo”, de Joaquim Pedro de Andrade (LC Barreto, 1962). E ao longo de todo o evento, das 9h às 21h, todos poderão visitar, no pátio, a Feira Literária de Futebol, com exposição e venda de livros de futebol, presença de editoras, livrarias e autores, sob a curadoria de Cesar Oliveira (editora LivrosdeFutebol.Com ). E ainda assistir a uma exposição multimídia com o tema “Você Sabia? O Futebol Brasileiro Começou em Bangu”, com curadoria do cenógrafo Clécio Régis e do Prof. Rogério Melo. Eles vão debater com os visitantes em horário a ser confirmado.

Todo o evento terá cobertura no site e nas redes sociais da ACERJ. O “Seminário ACERJ 2015 de Jornalismo Esportivo: As mudanças táticas e técnicas da mídia” tem organização e realização da ACERJ, em parceria com a Assessoria Comunitária UVA Tijuca e apoio da ABI, DC Press, Arfoc ACEB e editora LivrosdeFutebol.Com.

  • Evento – “Seminário ACERJ 2015 de Jornalismo Esportivo: As mudanças táticas e técnicas da mídia”
  • Data e Horário – 5 de março (quinta-feira), das 9h às 21h
  • Local – Universidade Veiga de Almeida Tijuca – Rua Ibituruna, 108.

Leave a reply