70 anos do Primeiro Tri do Flamengo

Por José Rezende,

No dia 29 de outubro de 1944, os milhares de expectadores que lotaram o Estádio da Gávea assistiram o Flamengo vencer o Vasco por 1 a 0 e conquistar o primeiro tricampeonato da sua história.

Thomaz Soares da Silva, o “Mestre Ziza” foi um dos maiores craques da história do futebol brasileiro e do Flamengo. Entre as suas grandes conquistas está o primeiro tricampeonato carioca nos anos de 1942, 1943 e 1944. Ele nos falou sobre esse título que até hoje orgulha a nação rubro-negra:

“Esse tri foi famoso e dramático, porque nós ganhamos bem o campeonato de 42. Em 43, já foi um pouco mais difícil e em 44 estávamos sete pontos atrás e partimos para ganhar e ganhamos. A final de 44 é que foi dramática, porque do ataque do Flamengo, só ficaram eu e o Tião. O Perácio tinha ido para a guerra e entrou o Tião. Só eu e o Tião tínhamos condições de jogo. Válido jogou as três ultimas partidas do campeonato. Na véspera da final, ele estava com quarenta de febre. Nós deveríamos ter ganho o jogo antes. O Vasco teve dois lances de saída, com duas grandes defesas do Jurandir e depois nós dominamos a partida. Perdemos muitas oportunidades e o gol saiu porque nós merecíamos”.

Sobre o discutido gol de Valido, que deu a vitória e o tri ao Flamengo, Zizinho deu a sua versão:
“Eu duvido que alguém cabeceie uma bola cruzada se apoiando no ombro de uma pessoa. Uma mente maldosa poderia criar uma coisa dessa. Vamos para o campo e peça a qualquer jogador de futebol que cabeceie uma bola, apoiando antes a mão no ombro de alguém. Se ele colocar as duas mãos no ombro do cara ele não vai olhar mais a bola. O lance foi normal. Naturalmente, pegaram uma fotografia do Valido caindo e na caída ele deve ter se apoiado nas costas do Argemiro, mas a bola já estava no gol ”.

Zizinho também nos contou sobre as dificuldades encontradas no caminho do tri:

“Bem, em 44, o time do Vasco já era melhor do que o do Flamengo. Honestamente, já era melhor e nós tínhamos que ganhar aquela. Nosso time já estava caindo e uma campanha de tricampeonato é muito cansativa. Os jogadores jogaram em péssimas condições a ultima partida. O Vasco cresceu muito, o Fluminense melhorou também a sua equipe.
O Vasco foi campeão em 45, o Fluminense em 46 e nós nos perdemos um pouco. Já no tricampeonato, nós tínhamos perdido o grande jogador da equipe, Domingos da Guia.

Quando nós olhávamos para trás e não víamos o Da Guia tomávamos um susto, porque ele era aquele homem frio, zagueiro que nunca mais acho que vou ver igual e aquele amigo de todos os momentos, que animava a gente. Nós éramos, na maioria, jovens ainda. Quando perdemos o Da Guia …

Ganhamos o tricampeonato na marra, na vontade dos jogadores, principalmente a ultima partida, quando não tínhamos ninguém em condições. O Vevé estava com problemas no menisco; Pirilo estava em péssimas condições de saúde; Valido entrou e na véspera estava com quarenta graus de febre. Precisava muito coração para ganhar do Vasco, que era uma equipe que estava subindo”.

  • Matéria sobre a vitória do Flamengo publicada pelo Jornal dos Sports.

  •  Valido, autor do gol do tri, aparece cabeceando entre Argemiro e Rafanelli.

  • O lance do gol já concluído com a bola no fundo da rede vascaína. Barqueta está caído, Rafanelli olha desolado a bola no fundo da rede e Pirilo prepara-se para comemorar.

  • Time do Flamengo com a faixa de tricampeão carioca: Zizinho, Bria, Nilton, Quirino, Jurandir, Jaime e Flávio Costa; Johnson, Vevé, Valido, Pirilo, Tião, Jaci e Jarbas.