Bahia, Primeiro Campeão Brasileiro

Por José Rezende

No Congresso da Confederação Sul-americana, em 1958, no Rio de Janeiro, foi a criada a Taça Libertadores da América, inicialmente com o nome de Copa de Campeões da América. Disputavam a competição, apenas os campeões nacionais sul-americanos.

O Brasil era o único país que não tinha o seu campeão nacional. Daí a necessidade de se criar um torneio para apontar o representante brasileiro. Em 1959, a Confederação Brasileira de Desportos criou a Taça Brasil, reunindo os campeões de 15 estados e do Distrito Federal: ABC (RN), Atlético Mineiro (MG), Atlético Paranaense (PR), Auto Esporte (PB), Esporte Clube Bahia (BA), Ceará (CE), CSA (AL), Esporte (PE), Ferroviário (MA), Grêmio (RS), Hercílio Luz (SC), Manufatura (RJ), Rio Branco (ES), Santos (SP), Tuna Luso (PA) e Vasco da Gama (DF).

Disputaram o título as equipes do Esporte Clube Bahia e do Santos. A primeira surpresa estava reservada para o dia 10 de dezembro, na Vila Belmiro. O Bahia venceu o poderoso Santos por 3 a 2. No segundo jogo, no dia 30 de dezembro, Pelé e Cia conseguiram a vitória na Fonte Nova por 2 a 0.

Esses resultados obrigaram a realização de uma terceira partida. O Maracanã, principal estádio brasileiro e o maior do mundo, serviu de palco para a sensacional decisão. Mesmo sem Pelé, o Santos, considerado o mais carioca dos paulistas, era o favorito. O craque estava dividido entre seu clube e a disputa do mundial militar de futebol.

No dia 29 de março de 1960, para surpresa geral, o Bahia não tomou conhecimento do grande Santos e sagrou-se o primeiro campeão brasileiro. A vitória por 3 a 1, de virada, teve como artilheiros Vicente, Léo e Alencar. O Santos abriu o placar por intermédio de Coutinho.

O desempenho do time baiano desestabilizou emocionalmente a equipe da Vila Belmiro, que teve três jogadores expulsos: Getúlio, Formiga e Dorval.

Sob a arbitragem de Frederico Lopes, auxiliado por Wilson Lopes de Souza e Airton Vieira de Morais, as equipes jogaram com:

Bahia – Nadinho, Beto, Henrique, Flávio e Nenzinho; Vicente e Mário; Marito, Alencar, Léo e Biriba.

Santos – Lalá, Getúlio, Mauro, Formiga e Zé Carlos; Zito e Mário; Dorval, Pagão (Tite), Coutinho e Pepe.

A campanha do Bahia apresentou 9 vitórias, 2 empates e 3 derrotas: CSA (5 x 0 e 2 a 0); Ceará (0 x 0, 2 x 2 e 2 x 1); Esporte (3 x 2, 0 x 6 e 2 x 0); Vasco (1x 0, 1 x 2 e 1 x 0); Santos (3 x 2, 1 x 2 e 3 x 1).

Em 2010, a CBF reconheceu as competições anteriores a 1971, que apontavam os representantes do Brasil na Taça Libertadores, unificando os títulos da Taça Brasil, do Robertão e da Taça de Prata, legitimando dessa forma o título do Bahia como primeiro campeão brasileiro.

 

  • Equipe do Bahia em 1959: Beto, Leone, Nadinho, Flávio, Vicente e Nenzinho; Ari, Waldemar, Alencar, Léo e Biriba.

F 01 - 1959 - ECBahia - campeão I Taça Brasil - Beto,  Leone, Nadinho, Flávio, Vicente e Nenzinho_ Ari, Waldemar. Alencar, Léo e  Marito

 

  • Beto, Frederico Lopes e Zito antes da partida final, no Maracanã.

F 02 - 1959 - Beto, Frederico Lopes e Zito antes da  final

 

  • Léo e Marito com a Taça Brasil.

F 03 - 1959 - campeão brasileiro - final contra o  Santos

 

  • A manchete do jornal anunciava a grande conquista do Bahia.

F 04 - 1959 - Bahia primeiro campeão brasileiro

 

  • Léo, artilheiro do campeonato com 8 gols, recebe a faixa de campeão brasileiro.

F 05 - 1959 - Léo recebe a faixa de campeão brasileiro  ao lado de Marito