“É Bom Ouvir de Novo”: Nova Coluna no Site da ACERJ

Por José Rezende

Iniciamos hoje a série “É Bom Ouvir de Novo”. Reviveremos as emoções do momento maior do futebol: o gol. E quem fez, faz e continuará fazendo os são as vozes das várias gerações de locutores esportivos. Eles, cada um com seu estilo, nos levaram e nos levam ao êxtase com o grito que todo torcedor gosta de ouvir: goooool! É o momento mágico que traz alegria para uns e tristeza para outros.

Queremos também homenagear a todos os companheiros que emprestaram suas vozes para nos emocionar. Muitos já partiram, alguns se aposentaram e outros ainda estão em plena atividade. Os sentimentos são de eterna saudade e permanente admiração. A nossa ACERJ procura perpetua-los na memória de todos nós.

Agradecemos ao Carlos Ramiro que disponibilizou seu acervo de gols para que pudéssemos realizar este trabalho. A emoção está no ar!

A série “É Bom Ouvir de Novo” começa com Weyler Gonçalves e Celso Garcia. O primeiro vive tranquilo em Jacarepaguá. Dizem que é craque no jogo de buraco. Celso já nos deixou, ficando a eterna saudade.

A narração de Weyler era rápida, precisa, sem floreios. Sempre em cima do lance. O gol é do Botafogo contra o Fluminense. Seu autor Jefferson.

Celso Garcia, “o garoto do placar” criou frases marcantes. Quem não se lembra de “não adianta chorar, a Nêga tá lá dentro”. Vamos matar a saudade de Celso Garcia na narração do gol de Jairzinho contra o Itaperuna. Temos a participação de Mário Vianna com seu famoso: gol legal!”.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *