Este espaço é dos Cronistas!

O primeiro post é para explicar que este é mais um espaço democrático disponibilizado pela ACERJ. A idéia é publicar curiosidades da nossa área e promover o debate sobre assuntos importantes num fórum totalmente aberto a partir da área de comentários.

Vamos nessa! Você faz parte da Nova Acerj!

0 respostas para “Este espaço é dos Cronistas!”

  1. Tadeu de Aguiar

    Quero manifestar a minha satisfação pela criação do nosso site, dos jornalistas esportivos, bem como pela dinâmica e competência da nova diretoria da Acerj, sob o comando do Eraldo Leite.

    Um forte abraço

    Tadeu de Aguiar

  2. Sacaneator

    O PRECURSOR DE TODOS OS MICOS
    A história do Urubu já começou com um mico gigantesco. Oito mal-intencionados estavam navegando pela Baía de Guanabara em direção à praia do Flamengo pra fundar o clube, quando seu barco simplesmente naufragou, devido aos ventos para os quais não estavam preparados. Ficaram à deriva, se segurando nos restos do barco, até terem as vidas salvas por uma lancha que voltava da festa da Penha. Mas os sujeitos não aprenderam a lição e mesmo assim teimaram em fundar o Flamengo. Mal sabiam eles que esse era apenas o início de uma longa história de micos e vexames de toda ordem. Se tivessem consciência disso, teriam pensado duas vezes antes de insistir em criar uma instituição fadada ao fracasso, como esse episódio inicial prenunciou. Com um pouquinho mais de sorte o mundo teria se livrado da convivência com um clube dessa natureza.

  3. RENATO FRIAS

    Minha primeira manifestação neste site é de muita alegria. Faremos da ACERJ uma associação forte, transparente e com objetivos apontados para o bem todos. Suporte profissional e algo para nos orgulhar como entidade de classe. Em breve teremos boas notícias de convênios e parcerias. É só aguardar. Abraços a todos da diretoria. E…estamos de plantão. R.F.

  4. ana lucia

    Parabéns Eraldo, Jorge, Rafael, Penido, pelo site, pelo recenseamento, pelo ciclo de palestras, pelo press tour, enfim, por todas essas ações que já dão uma grande demonstração do quanto esta diretoria está disposta a trabalhar.
    Agora, precisamos de mais gente para trabalhar, precisamos de mais Marquinhos, Wilsons, Paulos, Aiellos, Brunos – há muito trabalho pela frente e temos que formar um timaço pra ganhar esse jogo!

  5. Gabriel Badaró

    Em nome da equipe Ideallize Assessoria de Comunicação, parabenizo a ACERJ pelo novo site. É de muito bom gosto na parte de layout e extremamente bem informativo, em relação ao conteúdo.

    Que a nova diretoria tenha muito sucesso.

    Pode contar com o nosso apoio.

    Abraços,

    Gabriel Badaró
    Diretor de Comunicação
    Ideallize Assessoria de Comunicação LTDA.

  6. Hélio Araújo

    É com intensa alegria que deixo registrado, aqui neste espaço virtual, uma mensagem de agradecimento e incentivo pelo trabalho que a atual Diretoria da ACERJ desenvolve em prol de nossa classe. A comunicação é a base de nosso trabalho e o ressurgimento de ferramentas como o site e o jornal da entidade, assim como a criação este blog, demonstram que há, nos atuais dirigentes, respeito com os associados.
    E é a partir desse respeito ‘caseiro’ que os cronistas esportivos reconquistarão o respeito perdido ao longo dos anos. O caminho este traçado e a luta não será fácil, mas com trabalho, dignidade, transparência e troca de idéias, a ACERJ – e consequentemente o associado – voltará a ter seus dias de glória no cenário esportivo.

    Um abraço afetuoso a todos.

    Hélio Araújo

  7. Mauro Leão

    Vejo com alegria as promessas de campanha serem cumpridas pela nossa diretoria. Muito boa a idéia da criação do site. A ACERJ finalmente entra na era da modernidade. Me orgulho por fazer parte desta diretoria. Parabéns Eraldo Leite e todos os companheiros de classe.
    Um abraço
    MAURO LEÃO

  8. Leandro Carvalho

    Que bom esse espaço, parabéns ao presidente! Nós , do maldita futebol Clube, da rádio Fluminense 540 am o saudamos. Estamos no ar toda segunda as 211 hs e na coluna de “O Fluminense” as sextas. Abraços colegas, Leandro Carvalho

  9. Sérgio ferreira Guimarães

    Quero parabenizar o presidente e seus diretores da nossa nova ACERJ, pela recuperação da dignidade e sobretudo dos benefícios que estão conseguindo em prol da classe. Uma grande associação é composta por grandes nomes que tenho orgulho de ser um dos associados. Parabéns a todos.

  10. Jorge Luiz Rodrigues

    Companheiros,

    Parabéns pelo novo site e mais ainda pela sensação prazerosa que nos trazem, com essa campanha de resgate da auto-estima do jornalismo esportivo do Rio. Estou à disposição para colaborar com a associação quando for necessário. Grande abraço, Jorge Luiz Rodrigues.

  11. Hélio Araújo

    Prezados amigos da ACERJ,

    Através do presente gostaria de parabenizar a todos os integrantes da Diretoria e os funcionários pela realização da bela Festa de Natal, segunda-feira, na sede do América Futebol Clube. Foi, sem dúvida, o resgate de uma simbologia há muito esquecida por nossa Associação. Eu estava sentindo falta dessa festa, onde o convívio entre os companheiros de profissão e seus respectivos familiares nos transformam, realmente, em uma grande FAMÍLIA – a família ACERJ.
    Parabéns aos novos administradores, que, com coragem e determinação, aceitaram o desafio de reerguer a Associação e, dessa forma, tornar possível novos sonhos, novos rumos, novas conquistas. E a realização da Festa de Natal foi uma delas. Conseguir em tão pouco tempo organizar e realizar este tipo de evento, com o grande número de brindes distribuidos e sorteados, foi realmente uma grata supresa e devemos louvar a todos os envolvidos. Tenho certeza que a festa do ano que vem será ainda melhor, mas a deste ano vai ter sempre o gostinho do retorno, da vitória, da sensação do dever cumprido.
    Levei meus filhos – Alexandre, de 18 anos, e Rafaela, de 16 – e eles ficaram radiantes e felizes com o clima no salão do América. Vivemos momentos de união, felicidade e alegria como a muito não víamos na família ACERJ, a qual tenho orgulho de pertencer.
    Por isso, mais uma vez gostaria de parabenizar a todos aqueles que, direta ou indiretamente, ajudaram a realizar este projeto.
    Aproveito para desejar a Diretoria, funcionários e associados um FELIZ NATAL e um ANO NOVO de muita PAZ.

    Abraços afetuosos a todos.

    Atenciosamente,

    Hélio Araújo

  12. Marcelo Figueiredo

    Pessoal,

    PARABÉNS pela festa, tomara que a primeira de muitas.

    Eu e minha filha passamos uma ótima tarde e Tia Maria Chuteira está aprovada como animadora, pena que festinhas de criança normalmente acontecem nas tarde de sábados e domingos.

    Grande abraço a todos vocês e mais uma vez frisamos que a Super Rádio Brasil está à disposição da Nova Acerj.

    Só pra terminar: Viva a mala no futebol!

    Marcelo Figueiredo

  13. Wellington Campos

    Amigos e ídolos,
    gostaria de agradecer em meu nome e da minha familia a acolhida na festa de natal da nossa associação. Com boa e farta comida, alegria e presentes cativantes, fizeram da nossa tarde de segunda feira dia 15 de dezembro de 2008, um daqueles dias inesquecíveis com direitoa Papai Noel e tudo.
    Conte comigo para ajudar a realizar as próximas. Que Papai do Céu, bondoso como ele é, retribua nos corações de vocês com paz, alegria e saúde, preservando a qualidade profissional e o carater.
    Vcs me ajudaram a confirmar que ainda tem gente por aí que não acredita no Papai Noel. Pobres crianças bobas. Ele existe sim. Pode acreditar.
    Abs. e feliz natal a todos.
    obrigado
    wellington campos e familia.

  14. Paulo Gramado

    Acredito na Nova Acerj; acredito que esta entidade possa se tornar um espaço democrático para o exercício profissional de jornalismo esportivo. Para isso, será necessário um prolongado período de fortalecimento de imagem e estrutura. Espero que todos participem ativamente desta empreitada e ajudem a construir um novo patamar para a categoria.
    Cadê as mensagens dos associados?
    Vamos nos movimentar?
    Abraços.
    Paulo Gramado.

  15. Hélio Araújo

    É louvável e digno de PARABÉNS o esforço que a diretoria da ACERJ vem realizando para conquistar melhorias para a entidade e seus associados. Além da criação do site, do Blog, do envio de notícias, etc, o aumento do número de profissionais e as condições de trabalharam melhoraram muito nos estádios. Isso é fruto da união de uma categoria que estava se dissipando pouco a pouco. Parabéns ao presidente Eraldo Leite e toda sua Diretoria.
    Abraços para todos os associados, com um lembrete: ajudem a cuidar da ACERJ, pois ela pertence a todos nós.
    Hélio Araújo

  16. Geraldo Pedroza

    EXCELENTE INICIATIVA, vai em frente ERALDO LEITE E os seus BRAVOS COLEGAS DE UMA DIRETORIA FIRME E TRANSPARENTE
    COMPOSTA DE HEROIS CORAJOSOS E DESTEMIDOS.
    ESTAMOS ORGULHOSOS DE VOCES

    do assciado solidário e amigo de sempre. de fé e camarada

    Geraldo Pedroza

  17. Pedro Néry

    Congratulo-me com os demais defensores do autêntico Jornalismo, pela criação deste site. Espero um dia fazer parte da Acerj, quando de posse do meu Diploma, título essencial para que a profissão dos nossos sonhos tenha o devido reconhecimento.

    Saudações estudantis

    Pedro Néry

  18. Nino Nogueira

    A DANÇA DAS LATINHAS
    CRÔNICA DE NINO NOGUEIRA – O GAROTO VARONIL/ MATRÍCULA ACERJ: 1009

    A volta do Vibrante Ricardo Mazella ao rádio esportivo carioca pela Rádio Manchete do Rio, marcou a primeira edição da Dança das Latinhas; crônica que Nino Nogueira escreve estreando em agosto de 2009, no decorrer do jogo Flamengo e Coríntias valendo pelo Campeonato Brasileiro no Maracanã. A estréia de Mazella, locutor de nome respeitado; foi recepcionada com muito carinho pelos colegas de outras emissoras que transmitem futebol pelo rádio. O primeiro a se manifestar depois de perguntado foi “o garotinho” José Carlos Araújo da Rádio Globo, que desejou boa sorte ao profissional. Depois, a reportagem da Dança das Latinhas visitou a cabine da Rádio Tupi, aonde “o garotão da galera” Luis Penido ao saber da “estréia” de Mazella, também manifestou as boas voltas ao colega com elogios. Também participaram da entrevista os locutores Carlos Borges da Rádio Nacional e Marcos Mendonça da Rádio Tropical, que também o abraçaram através da reportagem da Dança das Latinhas. Depois de Saber que a reportagem da Dança das Latinhas colheu os depoimentos desses grandes nomes do Rádio, Mazella confirmou o que já esperávamos, se revelou no ar declarando-se um Homem cheio de felicidades e demonstrou muita emoção ao agradecer aos companheiros pelo microfone da Manchete, pelo carinho de boas voltas. Valeu Mazella! A Dança das Latinhas sabe que você entrou na briga pela audiência e vai dar muito trabalho para Penido e José Carlos. Parabéns Manchete. O Mazella é o cara.

    Às Emissoras de Rádio do Rio de Janeiro que transmitem futebol vivificam uma briga ferrenha no que cerne à conquista de novos ouvintes, haja vista o imenso público que ama o esporte e o escuta pelo rádio. Contudo, os aparelhos de rádios de hoje estão cada vez mais sofisticados e as conseqüências vivificadas pelos comunicadores na briga pela audiência se intensificam a cada transmissão. Nesta coluna, podemos começar escrevendo sobre a grande falta de critério da Rádio Tamoio, quando publica que transmite futebol sem parar. À Rádio Tamoio, embora tenha fraca potencialidade, pode até transmitir futebol todos os dias, mas não são transmissões com a qualidade que a população carioca quer ouvir. Primeiro que à Rádio Tamoio não tem um locutor que possamos classificar como âncora. Ela contratou recentemente, Ricardo Moreira, um locutor que não está à altura dos grandes nomes do rádio como os que são escalados para transmitirem paridas principais por outras emissoras concorrentes. Ricardo Moreira “o tigrão” é um ótimo locutor, sua voz é agradável, mas para futebol não dá. O turfe seria uma boa opção para ele, pois não é um locutor de primeiro escalão para transmitir futebol para a população torcedora do Rio de Janeiro. Possa ser que seja para outros estados, mas aqui não dá para classificá-lo como primeiro narrador, mesmo atuando na Rádio Tamoio que ainda não disse para o que voltou; tem pouca expressão. Gomes Farias muito menos, pois este que só narra os jogos do Mengão nem aparece no Maracanã; coitado do ouvinte. Parabéns Ricardo Moreira; peça à Tamoio melhoras na potência do som. Quem sabe você também melhora ao transmitir os jogos esticando mais os seus bons galardões. Valeu garoto.

    A Rádio Tupi, depois que se integrou com si própria, empurrando a nativa para 103,7 e apossando-se do seu próprio prefixo de FM em 96.5, passou a ter o “garotão da galera” Luis Penido dominando melhor o seu público, ainda mais atuando ao lado do Apolinho, que vive momentos acirrados na briga pela audiência. Mas eu já ouvi dizer, que quem segura a onda da Tupi é o Robetão. Porém, com a iniciativa da Rádio Globo de conciliar seus prefixos entre si, as audiências das duas emissoras têm uma relativa paridade; pelo menos na cidade do Rio de Janeiro e algumas do interior do estado. Pois a Rádio Globo por dispor de um locutor de melhor popularidade como José Carlos Araújo, no cômputo geral, ainda é a maior audiência do Brasil; embora esteja se falando em criar o Globolino; uma espécie de Robetão Global. No entanto, o Globolino atuaria em todos os programas da Rádio Globo, interagindo com seus comunicadores, inclusive nos debates, diferentemente do Robetão, que só atua no Show do Apolinho. Portanto, vai uma dica para os diretores da Rádio Tupi: coloquem o Robetão para trabalhar com todos os comunicadores antes que a Globo lance o Globolino. Cuidado que a Globo é a Globo; quando ela quer ela consegue. Depois não vai dizer que eu não avisei. Já para Rádio Tamoio expressar um número melhor no Ibope pelo que ela publica quando se diz nordestina, ela deve buscar no mercado um locutor nos moldes de J. Santiago. Aliás, diga-se de passagem, já está na hora do J. Santiago deixar de ser o segundo na Tupi e assumir o comando de uma equipe numa rádio como a Tamoio, inclusive porque se observarmos bem, o J. Santiago “o que emociona a galera” mesmo nas transmissões esportivas não perde o sotaque de nordestino. Provavelmente ele deva ser contatado pela direção do Sistema Verde Mares de Comunicação nos próximos meses, sendo convidado a assumir o comando do futebol como locutor principal na Rádio Tamoio; ele merece. Se isso acontecer, será uma pancada no rádio esportivo carioca para a Copa do Mundo de 2010. Cuidado Tupi e Globo; à Rádio Tamoio prepara um grande projeto para comunicadores como Aroldo de Andrade, que é o cobre férias na Tupi. Aroldo se aperfeiçoa a cada dia, a parecer ainda mais com o saudoso e talentoso Pai. Ele também pode ser convidado a ir para Rádio Tamoio e iniciar um domínio surpreendente nas manhãs cariocas de segunda a sexta feira. Parabéns Aroldinho; Aroldinho não; Aroldão de Adrade. Está no sangue. Em contrapartida, os comunicadores Nordestinos da Rádio Tamoio; que embora sejam ótimos profissionais – João Inácio e Enio – não conseguem audiência nem na Rocinha; que pena.

    Odilon Júnior da Rádio Tupi, que eventualmente substitui o J. Santiago e tem um potencial bom, porém ainda lhe falta empregar em suas transmissões um pouco mais de enfatizações emotivas, quando ele enfatiza no ar o seu galardão que diz: “no pique do seu coração, no embalo da sua emoção”. Bota mais ênfase nessa fábula garoto! É uma fábula muito bonita, mas é preciso dar mais longevidade ao texto. Tipo: alongar um pouco mais as frases do bonito texto que você criou – Odilon Júnior “o revelação”. Aliás; por falar em revelação, você quer saber por onde anda o Batista Silva? Na penúltima vez que eu o vi, ele estava sendo barrado pela assessoria de cadastramento do Engenhão quando ia transmitir Botafogo e Coríntias no ano passado. Mais ai, veio à nova administração da ACERJ e contornou a irregular discriminação contra o profissional, que por sinal, também é um excelente professor de matemática. Parabéns Batista Silva; vê se aparece no Maracanã. Parabéns também para o Eraldo Leite, presidente da ACERJ que arrumou a casa; mais ainda falta muita coisa; uma delas é a liberação dos repórteres em todos os setores do Maracanã.

    A Rádio Nacional de volta ao mercado retorna à latinha com o “o locutor de todos os esportes” Carlos Borges, um ótimo locutor que está fazendo ecoar no Maracanã o delicioso sinal sonoro da emissora tão querida que nos fez sentir tanta saudade. Valdir Luis, carinhosamente chamado pelos colegas da antiga de “pato roco” é o seu comentarista. O pato roco, mesmo depois da operação não ficou totalmente livre na ronquidão tão singela e inconfundível desde que nasceu. Pois aqui vai um glamour para ele – Valdir; você será sempre o nosso querido pato roco. Sua voz é uma das mais conhecidas no Brasil. Lembra-te dos tempos do Orlandão? É só você falar e todo mundo te identifica pela voz. Em suma; como diria o Orlandão: Carlos Borges e Valdir Luis se destacam a cada transmissão da Nacional. Eles são além de competentes. Parabéns aos dois.

    A Rádio Globo tenta lançar Fernando Bonã, mas não acerta, o narrador narra pouco futebol e fala muito para fugir da bola. Bonã é um locutor que é bom, mas não está sequer à altura de Edson Mauro “o bom de bola”. Leandro Lacerda, sem um slogan ainda apurado, é um pouco melhor. Penso que a Rádio Globo já está pensando em descobrir um narrador diferentemente do insubstituível garotinho José Carlos Araújo, mas não acerta; o garotinho é o garotinho. Até um político que imitou e usou o seu pseudônimo conseguiu se eleito por várias vezes; é uma pena que não imitou o caráter do verdadeiro garotinho. E por falar nisso, a Maria Chuteira ficou possessa em dois momentos da transmissão de Flamengo e Coríntias no Maracanã; o primeiro foi quando o presidente Eraldo Leite disse que lipoaspiração não é coisa de homem e, o segundo foi quando ela tentou informar a renda do jogo quando o garotinho não deu à mínima pra ela. Somente na terceira chamada, ele a concedeu a palavra; mas eu vi, e ouvi o lance, a bola estava parada quando ela disse no ar: Renda… Ainda bem que eu estava do lado dela e passando para Globo naquele momento. Eu vi tudo. Aliás, será que Rádio Globo quer encontrar outro locutor porque quando alguém cabeceia na área o garotinho diz cabeçada foi dada, sem dizer o nome de quem cabeceou? Eu acho que é. Então vai à pergunta garotinho: você não acha que está na hora de trocar os óculos e depois consultar a fonoaudióloga? Cabeçada foi dada? Na penúltima transmissão na hora do gol, o Gilson Ricardo teve que fazer das tripas coração porque também não viu quem fez o gol de cabeça. Que coisa em… Garotinho; você é o máximo, mas ai vai uma dica: quando você “eventualmente” não ver quem fez o gol “o que é uma situação absolutamente aceitável” mantenha o seu retorno preparado e memorizado na RDC, pois o locutor Odair Júnior é um dos melhores preceptores de lances futebolísticos que eu conheço. Talvez ele veja. Pois nesse lance o garotinho precisou utilizar a informação do placar; mas isso é normal; acontece.

    A Rádio Tropical mantém Marcos Mendonça no comando. U m locutor característico de atuar ao lado de Mário Morango. Os dois; mediamente classificados na comunicação esportiva têm o mútuo cuidado de não errarem no português; isso é bom. Como elo inseparável o profissionalismo dos dois está dotado de boas informações e regado de muita sátira. A cultura agradece. Parabéns aos dois.

    Pasmem: Evaldo José do Sistema Globo de Rádio que iniciou sua carreira na equipe de João Adad na década de oitenta; na última transmissão deixou uma grande garfe; confundiu a relatividade da palavra interação com a palavra interatividade. Grande garfe, porque o Evaldo é um excelente professor de português. Ele não sabe disso ainda, mas eu aprendi muito com ele. O mais incrível é que eu lhe perguntei no intervalo do jogo o que ele quis dizer quando disse interação. Ele disse que o que queria que o ouvinte entendesse era interatividade. Por isso, fica aqui um lembrete ao Estimado Professor de Literatura Evaldo Palatinsk “meu ídolo”: interação; é relativo de quem se intera ou, de quem passa saber de alguma coisa que não sabia – Que Liiiiindo! Parabéns Palatinsk. Estou sempre te ouvindo.

    A Rádio Carioca embora tenha bons locutores e competentes repórteres, não está correspondendo aos ouvintes, está perdendo até para a RDC. Também, quem mandou mudar de nome? Esses padres não são mole não. A Rádio Carioca já é um “Sucesso” consagrado, o que lhe falta é Direção. A Rádio de Duque de Caxias que quase ninguém ouve, está batendo na Carioca com as mãos amarradas, não que seus narradores não sejam bons. Aliás, às Rádios – Carioca e RDC, têm algumas coisas em comum; é que o futebol delas é pessimamente dirigido. É o velho problema da compra de horário que derruba muitos bons narradores e queima outros profissionais. Na RDC tem um locutor que todas as Rádios gostariam de ter e afia-lo para uma Copa do Mundo; estou falando de Odair Júnior “o amigão da galera”. Este eu indico para ser modelado na Tupi. Odair começou no Rádio Esportivo com oportunidades de Carlos Ramiro no microfone Bandeirantes. Hoje, é um dos melhores detectores de lances futebolísticos que eu conheço. À Rádio Tamoio também está de ouvido nele. Cuidado RDC; vê se paga melhor seus profissionais; eles merecem.

    Perguntei a maria Chuteira da Rádio Globo se ele era uma personegem ou uma Repórter profissional quendo está no ar; ela respodeu que é uma personegem. Ainda bem… Porque nas últimas transmissões ela tem deixado muito a desejar no poretuguês. A minha pergunta se deu por conta de uma detecçaõ auditiva que fiz, quando ele confundiu Mandado com Mandato. Ela disse que na Delegacia do Maracanã alguém tinha sido detido e, esse alguém estava com MandaTo de segurança expedido por alguma Vara Criminal. Mas esses errinhos são normais “disse ela”.
    Outra curiosidade errônia que tenho a afirmar, é que no rádio se fala muito em São JÊnuário com É; poi o santo já deve estar muito P. da morte, pois o nome dêle é JANUÀRIO com A. Cronistas; fiquem de olho na dança das latinhas; voc~e pode ser o próximo.

  19. Fabio Bião

    No momento em que escrevo este comentário, estou na sede à espera do presidente.
    Registro a excelência no atendimento que tenho recebido hoje e sempre que procuro a entidade – educação, presteza, preocupação com o interesse do associado.
    Parabéns à ACERJ!

  20. João Adad

    Quero parabenizar ao nosso Eraldo,pela bela gestão na nossa ACERJ,sujeito íntegro e que esta dando uma nova dinâmica a esta associação,mas vai aqui,uns pequenos detalhes que até pelos afazeres profissionais,passam despercebidos. Vou enumera-los:

    1} Tem funcionário (s) que estão passando informações distorcidas aos companheiros e causando mau estar,entre profissionais e veículos,cito,no meu caso,estou com um espaço na CNT RIO,Canal 9 e como faço desde 1969,se o evento esta marcado para às 17 horas,chego às 11 da manhã. Peguei por duas vezes uma braçadeira,para me delocar no estádio e ao chegar na minha produtora,pra gravar,estava formada uma baita confusão e quem me conhece,não levo desaforo pra casa,tudo porque alguém disse para a CNT,que o “FUNCIONÁRIO”, João adad,já tinha pego a braçadeira.Em nenhum momento,disse qualquer pessoa que sou funcionário da emissora. E a ultima,meu caro Eraldo,tem gente nova na àrea( Nova que digo,é na profissão,chegou ontem e esta querendo aparecer),que esta na sua diretoria, esta extrapolando na autoridade,assim como alguns funcionários da nossa ACERJ,que se dirigem aos profissionais,de forma autoritária.Minha preoculpação é que falo por mim,se houver alguma falta de respeito,haverá problema( Me refiro com relação ao “diretor”,que falou uma besteira pra mim e com certeza,o peguei no Engenhão e ia me estressar com ele e acabou que um proprio colega de televisão( GLOBOSAT),no mesmo dia,enfiou a mão nele). Parabens e conte conosco sempre,porque vc esta fazendo como disse anteriormente,um belo trabalho,mas cuidado com algumas peças(Eles precisam saber que a ACERJ é nossa e não de diretor ou diretoria,fica com DEUS irmão.

  21. ezio de oliveira rocha

    Certamente este espaço servirá para colocar em discussão assuntos referentes ao jornalismo esportivo e será muito bem aproveitado com a participação de especialistas em cada setor (medicina esportiva, psicologia dos esportes, administradores,etc..)

  22. Carlos dálmenery Junior

    Este ano será muito importante para todos os cronistas esportivos da Acerj. É ano de Copa do Mundo e de clube carioca na Libertadores da América. Além do Cariocão, Copa do Brasil e Brasileirão, é claro. Um grande abraço a todos.

  23. Reisinaldo Martins Esteves

    Quero parabenizar toda a diretoria da ACERJ, na pessoa do seu presidente, meu amigo Eraldo Leite, pessoa íntegra, que já dispensava qualquer comentário. Agora, como presidente e representante de nossa classe, trabalhando de forma corente e respeitosa com toda a classe, ainda mais.
    Abraço aos companheiros
    Reisinaldo Esteves
    Rádio Ativa FM-Web

  24. Mario Rodrigues das Neves

    Fiquei muito satisfeito com a criação da carteira de categoria perpétua definitiva para os profissionais com mais de trinta anos.

  25. Geraldo Pedroza

    DESEJO . ATE INSISTO EM RECEBER RESPOSTAS AOS EMAILS QUE TENHO MANDADO PARA A NOSSA BRAVA E LUTADORA ACERJ E NÃO TENHO RESPOSTAS. QUE HOUVE AFINAL

    abraços do PEDROZA

  26. Adilson Dutra

    Um dia sonhei tudo isto para nossa Acerj e, após dois anos aposentado, pretendo voltar a fazer parte deste grupo. Parabéns Eraldo Leite e seus parceiros, vocês me retornaram a alegria de ser novamente um membro da Acerj.

  27. ezio de oliveira rocha

    Muito lúcida a idéia dete espaço, espero que sirva para discutir temas de nosso futebol atual. Tenho uma especial preocupação para 2014 quanto a Presidência da CBF no tocante ao que existe em “SEGREDO DE JUSTIÇA” referente ao senhor RICARDO. Se verdadeiras as denúncias nosso futebol conseguirá sair ileso nos respingos morais de sua ADMINISTRAÇÃO ?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *