História Contada em Solo

Em uma rede social o jornalista Bruno Formiga, da Esporte Interativo, compartilhou do sentimento futebol e jornalismo pelo qual foi tomado após a tragédia com o avião da Chapecoense e falou sobre Alex Barão, cinegrafista da Fox Sports que estaria neste avião se não fosse o futebol. Confira na íntegra o texto escrito por Bruno.

 

Por Bruno Formiga em sua rede social…

“Uma das mais inacreditáveis histórias em relação ao acidente com o avião da Chapecoense foi contada em solo, no Aterro do Flamengo.

Na madrugada de segunda para terça-feira, jogamos a final da Copa ACERJ (Associação Cronistas Esportivos Rio Janeiro) contra o time da FOX Sports. Queríamos muito o título. E quando eu escrevo muito, ponha muito nisso.

Mas eles também queriam muito.

Eram as duas melhores equipes disputando aquilo que pra gente equivale à Copa do Mundo. Nada mais importava. Não é exagero.

Perdemos.

Um jogo maluco. Jogo jogado, disputado, brigado.

Fizemos 1×0. Tomamos logo o 1×1. E depois o 1×2. No finalzinho, achamos o 2×2. Só que faltando menos de dois minutos levamos o 2×3 (o gol é esse do vídeo).

Alex Barão deu a vitória ao time da FOX. Um personagem fantástico no meio dessa tragédia toda.

Alex é irmão do atacante André Lima. Cinegrafista da emissora, pediu para trocar sua escala de quarta-feira para poder atuar na decisão contra a gente. Ficou então combinado que ele faria Grêmio x Atlético-MG e não mais Atlético Nacional x Chapecoense.

Escapou do voo que terminou em desastre.

Quase morreu por causa de uma partida de futebol. Mas sobreviveu por causa de uma partida de futebol.

O avião em que ele originalmente estaria caiu a 1h15. O gol salvador de Alex saiu a 1h16.”