Homenagens marcam o centenário de João Saldanha

O cronista, escritor e técnico de futebol João Saldanha foi lembrado nesta terça-feira (04) na Associação Brasileira de Imprensa (ABI). Nascido no Alegrete, Rio Grande do Sul, em 1917, Saldanha teria completado 100 anos no último dia três. Foi o que motivou a série de homenagens do projeto ‘João Saldanha: cem anos, sem medo’, com direito a lançamento de livro e roda de samba.

O presidente da Acerj, Eraldo Leite, estava presente na mesa de debates sobre João Saldanha e a crônica esportiva. Ele lembra a importância do jornalista no meio esportivo:

– Trabalhei com João Saldanha na Tupi, fizemos a Copa de 90 na Itália. Era uma figura extraordinária, ao mesmo tempo simples e majestoso. João era humilde, mas disposto a uma polêmica. Foi um dos maiores cronistas esportivos de todos os tempos.

Participaram dos debates o professor Ivan Cavalcanti Proença e os jornalistas José Rezende, José Antonio Gerheim e Péris Ribeiro.

Já o livro ‘As 100 melhores crônicas – comentadas – de João Saldanha’ foi lançado na segunda-feira. As crônicas foram selecionadas pelo historiador Alexandre Mesquita e organizadas por Cesar Oliveira. Os dois também ficaram responsáveis pelos comentários junto com Marcelo Guimarães.

No sábado, fechando o ciclo de homenagens, será realizada uma roda de samba na livraria Folha Seca (Rua do Ouvidor, 37), a partir do meio-dia, comandada pelo sambista Rodrigo Carvalho e grupo Manga Rosa. Ex-jogadores do Botafogo vão estar presentes e haverá vendas de livros e autógrafos.

 

 

Por Karine Gomes

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *