Nota Oficial

A Associação de Cronistas Esportivos do Rio de Janeiro (ACERJ) discorda veementemente das opiniões emitidas pelo ex-jogador e atual comentarista esportivo Juninho Pernambucano, nas quais critica a atuação de repórteres – sejam eles setoristas ou não – lançando denúncias de suposto envolvimento com dirigentes de clubes, questionando caráter e falando em “prostituição”. Se Juninho tem alguma acusação a fazer, que cite nomes, apresente provas e responda por isso – sem generalizar toda a classe. Este ex-jogador não tem formação jornalística para saber o que é a apuração de uma notícia e não pode tentar enlamear toda a categoria, da qual pretende ser integrante. Juninho ainda reforça seu desconhecimento na área ao tentar tratar o setorismo de clube como condição menor na classe. Reduzir a discussão à diferença salarial entre jogadores e jornalistas é ignorar a capacidade intelectual dos profissionais envolvidos. Se Juninho se expressou mal, que venha a público se explicar. Caso contrário, terá o repúdio dos verdadeiros jornalistas.
Diretoria da Acerj

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *